quinta-feira, 10 de setembro de 2009

Ademar Macedo -Guerreiro trovador-aniversaria




VOTOS


Ao querido "guerreiro trovador"(*), sonetista, empático e talentoso amigo Ademar Macedo:



Estrelas de luz jorrem sobre seu soma,
rosas vermelhas de paixão pela vida,
perfumem seus caminhos...
Que suas asas o façam alcançar longos e merecidos vôos
de inspiração e harmonia,
e-que vc seja embalado pelas músicas dos Anjos,
enquanto sua saúde se plenifica
cercado pelos entes amados...
Que possa cercar-se de Paz e Alegria!
.Nesse compasso de espera,
lembre-se que setembro, mês de seu aniversário,
traz ciclicamente a eterna Primavera.
Parabéns, amigo!

Clevane Pessoa
Poeta-trovadora.
Potiguar radicada em MG.

Amigos:
Mandem seus cumprimentos em versos , a/C do irão de Ademar, o Francisco (vatemacedo@)yahoo.com.br) - o criador de Trovápolis-ou para o presidente da Academia de Trovas do RN:poetazelucas@uol.com.br

Ademar Macedo luta contra um CA, já venceu muitas batalhas e se mantém alimentado de POESIA e amizade.
vamos cumprimentar esse guerreiro.
Todos os dias, recebemos trovas que ele nos manda, difundindo as suas e as de outros trovadores, além de sonetos.E inda as lê em programa de rádio.Já recebo aqui, a gravação de um dos programas onde as minhas foram lidas.
(*)Guerreiro Trovador é o nome de uma canção de Ricardo Evangelista e Sueli Silva, apresentada no "Sarau Tropeiro".

E não poderia deixar de faltar uma trova para ele, mera, mas carregada da metáfora eternal da amizade:

Muitos amigos unidos
formam tamanha energia
que os males são esquecidos,
mudados em alegrias...

Clevane Pessoa



---------- Forwarded message ----------
From: Deth Haak
Date: 2009/9/10
Subject: Fw: Mensagens Poéticas - Especial de Aniversário -
To: "Undisclosed-Recipient:;"@smtp1.oi.com.br



Bênçãos a todos@as! Hoje dia 10 setembro é aniverssário do Trovador Ademar Macedo, vamos publicar essa homenagem? Beijos Deth Haak " A Poetisa dos Ventos"

terça-feira, 14 de julho de 2009

Julinha




olimpus 760 6.0
Permalink | Envie Foto por e-mail | Compartilhar no Facebook
Julinha!!
10/06/09 Minha fofinha, Julinha!!

Este é o cartão de visita que o Allez fez pra nossa sobrinha Júlia, ficou lindo!!
O poema é da minha sogra Clevane Pessoa feito especialmente pra Júlia, que nasceu prematura e está firme e forte!!
Ela é muito linda né.
Beijos!!!

De vir ao mundo, com pressa,
nasci já sendo guerreira
quero crescer bem depressa,
fazer muita brincadeira...

Clevane Pessoa

Julinha nasceu com 34 semanas de gestação.Neste dia 12 de julho, completou o segundo mês de vida e já está grandinha e forte, depois de toda a luta para viver...

Ciléia Botelho



Fonte:www.fotolog.com/cileia

segunda-feira, 13 de julho de 2009

Lavínio Gomes de Almeida agora faz trovas no infinito e Gislaine Canales glosa uma de suas trovas




Faleceu hoje, dia 13 de julho, em Barra do Piraí, o renomado trovador Lavínio Gomes de Almeida, ex-presidente daquela seção da União Brasileira de Trovadores, onde durante muitos anos organizou magníficos Concursos de Trovas. Solicito encaminhar a mensagem a seus contatos do mundo trovadoresco, numa corrente de preces ao querido irmão.

Edmar Japiassú Maia

Lembrando meu grande amigo Lavínio...
Glosando Lavínio Gomes de Almeida
Gislaine Canales

TREM-SEM-VOLTA

MOTE:

Na estrada sem estações
onde jamais há demoras
minutos são os vagões
do “trem-sem-volta” das horas!...

Na estrada sem estações
do tempo, que insano, corre,
o amor, cheio de emoções,
nasce...cresce..depois morre!

Na viagem incessante
onde jamais há demoras
às vezes, nos vemos diante
de poucas, velhas melhoras!

Batem nossos corações
num compasso diferente:
minutos são os vagões
do trem de uma vida ingente!

Vamos, minuto a minuto
ouvindo as trilhas sonoras,
que tristemente eu escuto
do “trem-sem-volta” das horas!...

sábado, 11 de julho de 2009

Memória Trovadoresca:trova de Assis.



04/11/2007 21h24
TROVA de A.A.Assis
O Poeta A.A.Assis, apesar de escrever em todos os gêneros poéticos, é trovador apaixonado.Neste ano recebeu um prêmio por ser o trovador mais premiado, o que contabilizou um número surpreendente de pontos no referido certame.

Há algum tempo radicado em Maringá (PR), é muito prestativo e gosta de divulgar pos irmãos trovadores.

Com a rosa vermelha, símbolo do trovadorismo, o homenageio.

Dele, publico a trova que nos chegou através de seu jornal virtual TROVIA:



De barro se faz o homem,
e de luz principalmente.
O barro, os anos consomem;
a luz eterniza a gente.



A. A. de Assis – Maringá



Publicado por clevane pessoa de araújo lopes em 04/11/2007 às 21h24, em

http://www.clevanepessoa.net/blog.php

"Querida amiga Clevane,
Gratíssimo pela generosa referência.
Fraterno abraço. Assis"

Ademar Macedo e seu mano Francisco Macedo




O mano Ademar Macedo está na luta pela 0obtenção de saíde plena e Francisco Macedo , na qualidade de interino, nos envia as páginas costumeiras do primeiro.Gislaien canales, a doce amiga, faz as vezes de beija flor e repassa rudo.Eu ta´mbém tenho enviado as páginas, em especial aos novéis trovadores, como exemplo.


De meu baú, busqyuei uma dessas remessas, onde estou, em 2007.Os melhores votos de
o sonetista, poeta-trocador em brece possa estar apto a doltar a nosso concpivio-e pode alternar com o mano, o criador de TROVÁPOLIS, a cidade dos trovadores, onde tenho a honra de ter minha rua...


http://www.clevanepessoa.net/blog.php

2 967 textos publicados - Total de leituras: 134 899
08/11/2007 12h36
Ademar Macedo ,trovador potiguar,envia seu presente semanal:(duas trovas, uma sextilha)
<<< Trova do Dia: >>>
Nesses muros tão pichados
vejo os conflitos do povo...
E sinto que os desgraçados
querem ser "Homens", de novo...
(Clevane Pessoa/RN/MG)


<<< Uma Trova de Ademar: >>>
Sem cobrar qualquer metragem,
pela sombra ou pelos ninhos,
a árvore dá hospedagem
aos homens e aos passarinhos...
(Ademar Macedo/RN)
<<< Palavra Tema : Á r v o r e >>>
< Enviada p/Concurso em Ribeirão Preto/SP - 2007>


<<< Estrofe do Dia: >>>
No calor do verão a terra aborta
Não permite que nasça a plantação,
Nas estradas tapadas de poeira
Todo dia se arrasta um mutirão,
Que a fogueira da seca nordestina
Queima toda esperança do sertão.
(Rogério Meneses/PB)

Contatos para envio de trovas, sextilhas e sonetos:
Ademar Macedo

E,para combinar com a ilustração, abaixo, uma antiguinha também .
Essa, acima,é dos anos 60,
(a que Ademar selecia e nos envia, pelo e muito agradecemos,foi escrita por causa da Ditadura).Enquanto jovem repórter, eu observava, em Juiz de Fora, com meu olhar de passarinho, o entorno das conseqüências...

Eu quero que as minhas trovas
-crisálidas obsoletas-
andem por aí, como novas,
mudadas em borboletas...

Clevane Pessoa





Publicado por clevane pessoa de araújo lopes em 08/11/2007 às 12h36

TROVIA-julho 2009/coordenação de A.A.Assis


Agradeço ao grande e premiado trovador Assis, essa remessa de mais um TROVIA-aqui, pelo sistema deste blog, desconfigutado de sua formatação original- e também pela includão de uma de minhas trovas.

Clevane Pessoa(Poeta-trovadora)


T r o v i a
Revista virtual mensal – Coordenador: A. A. de Assis
Ano 10 – n. 115 – julho de 2009
Inesquecíveis

Longe de ti, meu amor,
morro de tédio e de mágoa,
bem como morre uma flor
posta num vaso sem água.
Antônio Sales

Pobre de mim... por desgraça,
meu coração é um coador:
nele o riso escorre e passa
e fica tudo o que é dor.
Belmiro Braga

Saudade é sombra que fica
e tudo a cinzas reduz:
palavra que crucifica
dois entes na mesma cruz.
Colombina

Já não sei o que fazer
da minha pena estouvada:
de tanto um nome escrever,
não sabe escrever mais nada.
Genaro Rodrigues

Há dois mistérios no mundo
que se podem comparar:
um é imenso, outro profundo,
mar e amor... amor e mar.
Laura de Queiroz

São as mulheres formosas
como os rosais dos caminhos:
de longe, mostram as rosas;
mostram, de perto, os espinhos.
Leonardo Henke

Somente agora é que vejo
que tens razão, meu amor...
Quem paga beijo com beijo
tem sempre saldo a favor.
Narciso Nery

Saudade, coisa que a gente,
embora tente esconder,
quanto mais tenta, mais sente
que não a pode esquecer!
Newton Alfredo

Nosso romance foi breve...
mas que importa o tempo escasso,
se a saudade ainda escreve
teu nome em tudo o que eu faço?
Nydia Iaggi Martins

Quando um velho e uma criança
encontro, logo me invade
esta idéia: uma esperança
dando a mão a uma saudade.
Oscar Batista

Por que teu perfil risonho
vive a tentar-me o desejo?
Desperto, vejo-te em sonho;
dormindo, em sonho te vejo.
Rodrigo Júnior

O amor tem fases, realmente,
pois à lua é semelhante:
antes da posse é crescente;
depois da posse é minguante...
Stephânia Bezerra

Por estar na solidão, / tu de mim não tenhas dó. /
Com trovas no coração, / eu nunca me sinto só.
Luiz Otávio
Brincantes

Eu velhinho, ela velhinha,
vou dormir despreocupado...
Não tenho mais, de noitinha,
que dar conta do recado!
Antônio da Serra – PR

Diz, ao mordomo alinhado,
a patroa... distraída:
– “O patrão paga o ordenado,
eu dou a cama e... comida...”
Izo Goldman – SP

A “boa” sogra, ao fogão,
esquece a lei do retorno...
E, enquanto doura o leitão,
sonha comigo... no forno!
João Freire Filho – RJ

No reino da brincadeira,
o “6” tem a seu favor
que, plantando bananeira,
é que aumenta o seu valor...
José Fabiano – MG

Meu filho só dá trabalho,
diz, na escola, o pai irado.
E o mestre, olhando o pirralho:
– Por isso estou empregado.
Nilton Manoel – SP

Na linguagem do sertão,
pra facilitar a rima,
helicóptero é “avião
com um papavento em cima”...
Osvaldo Reis – PR

Já não há nenhum prazer
que em público a lei permita:
quem quer fumar ou beber
tem que virar eremita!
Renata Paccola – SP

Tentando aparentar trinta,
o cinquentão se “ferrou”.
Comprou um estoque de tinta,
mas... o cabelo acabou.
Wandira F. Queiroz – PR

Líricas e filosóficas

Carisma é um talento e tanto,
entretanto assustador:
– faz o sábio e faz o santo,
mas também o ditador.
A. A. de Assis – PR

Que venham chuva e calor,
que os ventos desçam ou subam,
pois ninhos feitos de amor
tempestades não derrubam...
Ademar Macedo – RN

O meu humilde barquinho
à praia eu fiz aportar.
Vim procurar o carinho
que teimas em me negar.
Alberto Paco – PR

Do tronco fiz a canoa,
da vara talhei o remo;
do papel, pipa que voa,
do nada fiz eu o extremo
A.M.A. Sardenberg – RJ

Que bom se houvesse interesse
pelos caminhos da luz,
e o mundo inteiro bebesse
a paz que a trova conduz!
José Lucas - RN

Horas férteis as do poeta,
que múltiplas trovas faz
da sua vivência esteta,
sempre a serviço da paz.
José Marins - PR

O aplauso é a mais justa loa
que a um artista se concebe:
Tão pouco, para quem doa;
tão bom, para quem recebe!
José Ouverney – SP

É mais feliz o que afaga,
mesmo vivendo “apertura”...
Todo dinheiro se acaba,
mas o carinho perdura!
Laérson Quaresma – SP
18 de julho – Dia do Trovador




Quem bem quiser conhecer
alguém em profundidade,
basta só lhe conceder
um pouco de autoridade.
Amilton Monteiro – SP

A minha roça eu troquei
pelas luzes da cidade.
Nesse dia eu comecei
meu plantio de saudade!
Arlindo Tadeu Hagen – MG

No meu giro de lembranças,
as pequenas coisas tecem
doce teia de esperanças,
e as saudades se amortecem...
Clevane Pessoa – MG

Um povo conscientizado
na conquista do sucesso
troca o canhão pelo arado
e a guerra pelo progresso.
Conceição de Assis – MG

O pega-pega da vida,
cheio de luta e ganância,
não tem a alegre corrida
do pega-pega da infância!
Cynira A. de Moura – SP

Se já viveste bastante,
se já sofreste também,
por certo já vai distante
o peso que a vida tem!
Cyroba Ritzman – PR

Em contraposta à mentira,
somente a sinceridade;
mesmo quando também fira,
nada melhor que a verdade.
Diamantino Ferreira – RJ

Foi capricho ou devaneio,
quando eu lhe disse: “Não sei”!
Orgulhoso – ele não veio;
caprichosa – eu não voltei!
Dilva Moraes – RJ

A união se faz maior
em noite fria que tenha
uma família em redor
de um velho fogão de lenha.
Eduardo A. O. Toledo – MG

A vida, pregando peça,
mostra quem é mesmo amigo,
quando a lida recomeça,
e ninguém segue contigo.
Luiz Antonio Cardoso – SP

Falhei nesta vida minha,
ao querer ser o teu rei,
pois tu já eras rainha,
e escravo teu me tornei.
Luiz Hélio Friedrich – PR

Descalços pelo gramado,
teus pés mansamente vão...
Pões, no pisar, tanto agrado,
que eu tenho inveja do chão!...
Marina Bruna – SP

Mesmo o melhor galanteio
não tem a força do olhar
que, em silencio, é o melhor meio
de se dizer... sem falar!
Marisa Vieira Olivaes – RS

As medalhas com que cobre
o seu peito de vaidade
mostram que falta a mais nobre:
– a medalha da humildade.
Maurício Cavalheiro – SP

Pela vida me foi dado
um conselho em que me alerto:
“Antes rir desafinado
que soluçar em tom certo”.
Miguel Russowsky – SC

Se o meu tempo está marcado
e da saudade eu disponho,
invento alguém ao meu lado,
cerro meus olhos e sonho...
Milton Nunes Loureiro – RJ

Mantinhas longe o olhar,
e eu, tola, não percebi...
Mesmo dizendo me amar,
aos poucos eu te perdi.
Olga Agulhon – PR

Amor cigano, utopia,
triste busca por alguém;
quem tem um amor por dia
não tem o amor de ninguém.
Olympio Coutinho – MG



Viu o ovo despencado
e o repôs na palha fria
ouvindo o belo trinado
da ave que agradecia.
Eliana Palma – PR

Nas lembranças, em cadeia,
a verdade me angustia:
ver luzir a lua cheia
na varanda tão vazia.
Fernando Vasconcelos – PR

Eu passo a vida embalando
lembranças da mocidade,
e tristonho vou cantando
pra não morrer de saudade.
Francisco Garcia – RN

A vida nos faz capazes
de viver num dualismo:
ora momentos de oásis
ora momentos de abismo.
Francisco Pessoa – CE

Toda trova é infinita,
mesmo em sua pequenez,
pois quem a lê nem cogita
de não ler mais uma vez!
Gislaine Canales – SC

Vejo a velha mendigando
em trapos, junto da esquina,
e fico até duvidando
se um dia já foi menina.
Humberto Del Maestro – ES

Sem o sol por companhia,
no vai-e-vem das marés,
suponho que a areia fria
receba bem os meus pés.
Ieda Lima – RN

Numa estrada colorida,
ou na trilha empoeirada,
se a família segue unida,
é suave a caminhada.
Istela Marina – PR

O imortal desaparece
desta vida transitória,
mas seu verso permanece
nas letras vivas da história!
Joamir Medeiros – RN

Às vezes, na velha idade,
minha infância sobressai,
e eu peço colo à saudade
fingindo que é o teu, meu Pai!
Otávio Venturelli – RJ

Tanto a paixão nos deslumbra
e o seu ardor nos seduz,
que, em nosso quarto, a penumbra
é pontilhada de luz...!
Pedro Melo – SP

Doce ternura me invade
às vezes sem mais nem quê,
e me perco na saudade
quando lembro de você...
Renato Alves – RJ

Posso reclamar de tudo,
direito que me convém!
Mas fico todo “sisudo”
quando reclamas também.
Roberto Acruche – RJ

O portão emoldurado
pelas flores do jardim,
lembra um sonho do passado,
que chora dentro de mim!
Sônia Sobreira – RJ

Meu sonho quero viver,
antes que o tempo, covarde,
mostre, ao ver-me envelhecer,
que, para mim, ficou tarde!...
Thereza Costa Val – MG

Em tédio avassalador,
daqueles que não têm cura,
num minuto o trovador
transforma tudo em ventura!
Vânia Ennes – PR

Já no fim da primavera,
mas na esperança do amor,
sou a semente que espera
por seu lindo agricultor...
Yedda Maia Patrício – SP

Poeta, vês a beleza
em tudo o que há por aí,
mas,afirmo com certeza
que ela está dentro de ti.
Zenaide Marçal – CE

Visite: www.falandodetrova.com.br

segunda-feira, 29 de junho de 2009

Angela Togeiro no Arraial do Boi Rosado





Em foto clicada pela fotógrafa e poeta, artista visual e Diretora do Museu Nacional da Poesia, Regina Mello, a trovadora Angela Togeiro, da UBT/BH, vestida a caráter, para festa no Arraial do Boi Rosado,em 27 de junho de 2009- quando era comemorado o aniversário do Boi e de Guimarães Rosa.

O Boi Rosado é corrdenado pelos artistas e fotógrafos Severino Iabá e Eliane Velozo, ambos pernambucanos radicados em Belo Horizonte, MG.

Estiveram presentes vários poetas e houve um varal de poemas no tema "o sertão é do tamanho do mundo",no dizer de Guimarães Rosa.

Uma bela trova de Angela Togeiro:

Guardada como fragância
a verdadeira amizade
não se perde na distância
adormece na saudade...

Trovadora Conceição Abrittas, Mãe do Ano e Mulher de Minas 2009











Nas fotos, a homenageada, o esposo saudando-a, a medalha "Mulher de Minas" sendo concedida por D.Marilza Albuquerque, presidente do inBrascI(RJ) e entregue por Andreia Donadon, Goveradora em Minas.A mesa foi composta, a esquerda para a dioreita: Ângela Togeiro, Andréia Donadon -Leal(Deia leal), Marilza Albuquerque , Desembargador Dr. Luiz Carlos Abritta m a poeta Conceição Abritta,a Presidente AFEMIL Maria Laura, Elizabeth Rennó e as Presidentes Eméritas da AFEMIL

A trovadora Conceição Parreiras Abrittas, em junho, recebeu uma bela homenagem.A Academia feminina de Letras AFEMIl, homenageou-a com o título de mãe do ano e o InBrasci, através da Governadora em MG, Andreia Donadon, levou-lhe uma medalha de Mérito,com a presença dos aldravistas J.B Donadon , Gabriel Bicalho e J.S.Ferreira.

Conceição , conhecida por seu sorrido generoso, feliz,estava acompanhada de Luiz Carlos Abrittas, marido trovador e Presidente da UBT/BH, dos dois filhos e noras.O casal acabara de realizar uma bela festa de Bodas de Ouro e depois foi passear na Europa.

A homenageada foi saudada não apenas pelas acadêmicas,como Conceição Piló e Cely Vilhena, que deram depoimento sobre sua vida, mas também pelo esposo, pelos filhos.
Saudei-a com um poema.

Outra trovadora, Angela Togeiro, secretariou o evento.Entre as acadêmicas, um bom número pertende à UBT/BH, que já presidiu a entidade.

Conceição recebeu muitas flores e depois, foi servido um excelente coquetel.Após eles, os aldravistas, Angela Togeiro e eu, fomos para a AML, onde no salão, o prefeito de Mariana proferia uma palestra sobre a cidade primaz de Minas.Elusabeth Renní, que preside a AMULMIG,retirar-ese um pouco antes do evento anterior, para coordenar o segundo.

De Conceição Abrittas:

"Soltei teu nome ao vento
e o vento, só por maldade,
repete a todo momento
o nome desra saudade..."

Pingue pongue entre poetas,sobre Nara e gatos

Em 27/10/07, Marco Lisboa escreveu:
Eu vou gostar muito de voltar à Mariana. Dezembro é um mês que tem a agenda cheia: formaturas, festas, etc.,então é preciso que você nos avise com antecedência. Eu gravei o especial da Nara em DVD. Eu estava naquele show que ela fez em 77, na Praça Tiradentes, com o Dominguinhos. O Fagner apareceu para dar canja. O nome dos shows era quarta seis e meia, salvo engano. Ela foi a minha musa inatingível, aquela garota que a gente sabia que nunca ia conseguir namorar, mas era o meu ideal. Abração



http://www.clevanepessoa.net/blog.php

clevane pessoa de araújo lopes para Marco




Rs...O Everi Carrara do telescópio, ainda a cultua.Eu era comparada com ela por ser magrinha e de joelhos redondos, cabelos lisos e pretos...rss...Voz pequenininha...Muitas trovas e poemas no NUME sobre isso...Qdo achar, enviarei.Se achar, mudei tanto,que apesar de guardar TUDO, nem tudo chegava ao destino porque os embaladores detestam "papel" e usam para embalar, calçar embalagens,ou jogam fora...
Mas gosto muito ,principalmente,da pessoa forte que Nara foi e da forma que se posicionou contra a ditadura, enquanto outros se acomodaram.
Vc já viu, no site do Everi, sua musa? Elke instituiu o troféu Nara Leão, que foi entregue em Montevidéu, no começo destino.
Tomara que vc e Wal possam ir a Mariana em dezembro, pois gosto de meus amigos "inteligentes' por perto, vcs, Brenda, os aldravistas....Rss...O que mais me irrita em eventos é a mesmice, a caretice ,a vaidade ridícula, o egocentrismo , a inveja etc,etc,etc...Há tempos, ando decepcionada com o ser humano.O tio da Karina, minha nora, que é um daqueles gêmeos escritores, escreveu "Os TERES Humanos"(em vez de ser, querem ter)...
A taquicardia é que tem me prendido e a md mandou ficar "de molho", pode ser labirintite, mas penso que não é.
Mandou ficar longe da internet, mas hoje, entrei ...rss
Abrs:
Clevane




clevane pessoa de araújo lopes escreveu:
Marco:Obrigada, amigo...
A trova dos gatos pardos ficou escrita sem o último verso, daquela série que eu te disse haver escrito sobre eles.Há um , onde p bichnho está em telhado de vidro e não achei rima adequada ao contexto , então, vou mudar...Depois te mando a seleção.
Seus haikais felinos também devem estar lindos.Qdo for publicar meu livro de trovas, vou dedicar as da gatolãndia a alguns amantes dos felinos, vc e Wal ,entre e elas.
Gosto de observar gatos e pássaros, inestimável ´presente da natureza...
Não vou ao Rio, não fui á Lagoa do Nado..
Vou acabar virando ermitã...
Brenda e eu temos um compromisso de apresentação em Mariana, em dezembro(ela apresentará o poemachine, que levou a Chicago e Paris), então avisarei vcs, mas desta vez quero ir um dia antes ou sair um dia depois, para visitar tudo.Viajar com alguém , mexe menos com meu inconsciente, que deve ter registrado:mãe saiu, morreu de acidente.Marido voltando, morreu de acidente...Conscientemente, não tenho medo, mas perto de viajar, somatizo...Então, como foi da outra vez, irei com Brenda e talvez fique mais fácil.
Ontem vi o revival com Nara leão e lembrei muito dos Anos 60.Já não se fazem jovens como antigamente...
rss...
Abrs:
Clevane


Em 27/10/07, Marco Lisboa escreveu:
Aquele trova dos gatos que são bardos é antológica. Também gostei muito da imagem:asas de rosa engastadas em cetim. Os felinos são o resultado mais perfeito da seleção natural. Dentro de cada gatinho mora uma pantera que é preciso ser poeta para ver. Eu adoro ficar olhando os seus movimentos, a sua incrível precisão. Eles são poetas em tempo integral. Abração.
clevane pessoa de araújo lopes escreveu:

26/10/2007 19h27
Trovas de clevane
Gislaine Canales pediu-me dez trovas para seu cadastro de trovadores de Poetas del Mundo e mandei .Para vocês, hoje,as quatro abaixo :


TROVAS



Gato pardo e belicoso
Arqueia o corpo robusto,
Projeta as unhas,raivoso
Vira um puma no seu susto

Clevane

.
Gatos à noite são bardos
E miam versos para a lua
Dizem que então ficam pardos
parecem da cor da rua...

Clevane Pessoa

04/01/2006

Pessoas bem carinhosas
Sentem apreço por mim
Porque tenho asas de rosas
engastadas em cetim.

Clevane


Não padeço de ousadia,
Comedida,pés no chão,
Encontro muita alegria
Nos vôos da imaginação.

Clevane

Nilson Matos Pereira

clevane pessoa

Para parapilenghyrbk@hotmail.com

data31 de outubro de 2007 13:13
assunto: Nilson
enviado porgmail.com

ocultar detalhes 31/10/07 Responder



Querida Clevane, sou filha de Nilson Matos Pereira. Pesquisando o nome de meu pai, encontro muitas obras tuas o homenageando. Em nome de minha família elevo nossos sentimentos de carinho e admiração por tua dedicação ao meu pai. Um grande homem que permanecerá sempre em nossos corações.Nosso muito obrigado!!!
Enviado por Rebeca Pilenghy Pereira (não autenticado*) em 31/10/2007 10:36

Rebeca;

Obrigada por escrever.
Com prazer e emoção recebo seu recado.
Como deve saber, seu pai era o "Diretor", o Mestre na chamada "Escola Tropo", de trovadores, que mantinha com pulso.Não somente ele divulgava a trova, como ainda ensinava a fazer.Eu, que já presidira, qdo jovem , a UBT de Juiz de Fora, fui por ele convidada a ser uma das professoras.

Em sua passagem, recebi muitos e-mails pedindo-me que assumisse a direção, porém eu sou fraca em informática e ele mantinha rigorosamente as rodadas de trovas, sextilhas, coroas de sonetos, etc.Já era ajudado pela premiada trovadora Gislaine Canales, que entrou no Grupo a posteriori e por Lisieux, grande trovadora e sonetista, ela funcionado na facilitação dos contatos.Então, esta uma pessoa de quem muito gostamos, ficou no lugar dele.

Todavia, Rebeca, nunca mais os trovadores se agregaram conforme no tempo de teu pai, pois ele funcionava mesmo como diretor,
e, na verdade, a Escola Tropo hoje ,mantém uns poucos, não sei bem quem ainda está.
Teu pai, nestas "rodadas', dava um tema e todos saíam a fazer trovas.Os iniciantes, eram então, ajudados pelos professores.Nos finais de semana, fazíamos "pingue-pongue", que eu liderava, muitas vezes, mantendom diretamente com eles, as jogadas, que eram mesmo de fim de semana:trovas bem humoradas, brincadeiras.

A passagem de Nilson tocou-me profundamente, por causa da grande admiração por sua autentacididade de Poeta nato.Penso que se ele morasse no eixo Rio S.Paulo, seria muito famoso.
Fiz um Memorial para ele, em meu blog, conforme sempre faço quando se vai alguém de nosso grupo,publiquei e-mails de vários poetas a respeito dele.Fiz um poema ,e disse que "poeta Não morre"- o que virou agora uma tendência na Internet, louvar os amigos, para que perdurem.
Seu pai era estimado, respeitado, pode-se ver pelo que dele falaram em sua passafem.
Muitos filhos de Poetas em outra dimensão, me escrevem sobre os pais,por encontrarem seu niome em meu blog..Acho isso bastante tocante.

Não sei se ele publicou algum livro, e se a resposta for sim , mande dizer-me onde poderei adquirir um.
Ele está ainda em antologias virtuais.Buscarei nos meus arquivos, trovas dele, das rodadas temáticas, mas nem enviarei completas, com todos os trovadors, pois o peso seria muito.Enviarei , caso desejes, apenas as dele.

Vc também é poeta?Tem outros irmãos? Fiquei viúva em 2005 e sei o quanta falta nos faz o chefe da casa,,,Eu estava casada há 27 anos, quando ele se foi (por acidente), ainda me sinto de luto.Éramos primos, apaixonados e grandes compalnheiros de tuido, embora ele fosse engenheiro, não ligado á Literatura.

Enfim , o que desejar publicar de seu pai, pode me enviar.Assim como alguma foto, pode mandar que , tenho certeza, os trovadores vão gostar muito.
Um abraço cordial:
Clevane Pessoa

http://www.clevanepessoa.net/blog.php

sexta-feira, 12 de junho de 2009

Dia dos namorados:uma coletânea de José Roberto Pereira de Souza






Dia dos namorados:ima coletânea de José Roberto Pereira de Souza


O trovador José Roberto Pereira de Souza da UBT de Bauru, tem um grande amor pelas trovas, pelo trovadorismo e é prolíferos nas que escreve.
Em datas especiais, ele envia lindos cartões recheados de pequenas notáveis, suas trovas.
Conheci-o e à mais-que -simpática esposa, quando fui ao
III Jogos Florais de Balneário de Camboriú.A foro deles e de outros casai, está nesse blog.
Quando voltávamos de Brusque ( onde fomos maravilhosamente bem recebidos pela Maria Luiza (Inha ),não apenas por ela e sua família , mas também por toda a Colônia Polonesa, pela italiana e pela alemã-todos com vestes típicas, sua música,além da deliciosa culinária), José Roberto ,qual um estudante em ônibus escolar, ficou de joelhos no banco, para conversar com quem estava sentado atrás- o decano trovador Rodolfo Abbud (o troféu oferecido tinha seu nome) - sobre trovas e trovadores.Uma delícia ouví-los e de vez em quando, eu não resistia e ia lá, dizer trovas ou contar histórias vividas em Juiz de Fora, nos anos 60/70 .

Publico hoje, Dia dos namorados, as trovas de José Roberto Pereira de Souza e sei que os olhos da esposa devem ter brilhado ao lê-las.

Meu abraço, pombinhos.

Clevane

terça-feira, 2 de junho de 2009

Revista Brasil Rotario -A.A.Assis-Primeiro lugar de trova




Fonte da imagem:http://singrandohorizontes.blogspot.com/2009/03/antonio-augusto-de-assis-vence-o.html

Revista Brasil Rotario -A.A.Assis-Primeiro lugar de trova na revista Brasil Rotaryo.

O amigo poeta-trovador (que transita da poesia concreta às suas amadas trovas), é premiadísimo, Troféu Lilinha Fernandes de Trovador mais premiado em 2007 e, além disso, uma pessoa generosa, alegre e ctiativa.Nos III Jogos Florais de Camboriú, Santa Catarina, sem ensaio prévio, apenas poucos minutos antes, com "savoir
faire" e simpatia , logrou conseguir dos trovadores presentes, inclusive latinoamericanos, um excelente jogral todo em trovas.também é o consagrado autor da "Missa em trovas".

Agora, recebo a bela notícia , através da decana e fraterna poeta-trovadora Gislaine Canales, presidente da seção da UBT em Balneário de Camboriú,do primeiro lugar de Assis (Antonio Augusto), em Concurso do Rotary Clube.

Vida longa ao trovador!

Clevane Pessoa de ARAÚJO lOPES


A. A. de Assis - 1º Lugar
I Concurso Nacional e Internacional de Trovas da Revista Brasil Rotario - 2008



Entrega troféus a A. A. de Assis (Concurso Nacional de Trovas da revista Brasil Rotário).Solenidade de abertura da 51ª Conferência do Distrito 4630 de Rotary Internacional .Teatro Calil Haddad, Maringá/PR/Brasil, em 29-5-09

Rotary, amigo, é servir,
e é servindo que ele faz
o mundo inteiro se unir
no grande abraço da paz!
a.a. de Assis


Concurso de Trovas Brasil Rotário - RJ
I CONCURSO NACIONAL E INTERNACIONAL DE TROVAS DA REVISTA BRASIL ROTÁRIO – 2008

Palavras-temas obrigatórias na trova: "ROTARY-SERVIR-PAZ"

VENCEDORES

1º - Antonio Augusto de Assis - Maringá/PR
2º - José Gomes Pimenta - Divinópolis/MG
3º - Gabriel Bicalho - Mariana/MG
4º - José Ouverney - Pindamonhangaba/SP
5º - Edmar Japiassú Maia - Rio de Janeiro/RJ

MENÇÃO HONROSA

6º - Luiz Machado Stabile - Uruguaiana/RS
7º - Antônio Augusto de Assis - Maringá/PR
8º - José Gomes Pimenta - Divinópolis/MG
9º - Élbea Priscila de Souza e Silva - Caçapava/SP
10º - Renata Paccola - São Paulo/SP
11º - Therezinha Dieguez Brisolla - São Paulo/SP
12º - João Costa - Saquarema/RJ
13º - João Freire Filho - Rio de Janeiro/RJ
14º - Maurício Fernandes Leonardo - Ibiporã/PR
15º - Éderson Cardoso de Lima - Niterói/RJ

MENÇÃO ESPECIAL

16º - José Ouverney - Pindamonhangaba/SP
17º - Eronildes dos Santos - São Caetano do Sul/SP
18º - Éderson Cardoso de Lima - Niterói/RJ
19º - Maria de Lourdes Costa Rodrigues - Paracambi/RJ
20º - Marina Bruna - São Paulo/SP
21º - Dilva Maria de Moraes - Nova Friburgo/RJ
22º - Wanda de Paula Mourthé - Belo Horizonte/MG
23º - Cyro Armando Catta Preta - Orlândia/SP
24º - Abílio Kac - Rio de Janeiro/RJ
25º - Therezinha Dieguez Brisolla - São Paulo





O I Concurso Nacional e Internacional de Trovas da revista Brasil Rotário, teve por temas: Rotary, Servir e Paz. Contando com o apoio da Academia Brasileira de Trovas e a União Brasileira de Trovadores, concorreram 608 trovas do Brasil e Portugal.

O trovador maringaense A. A. de Assis obteve o primeiro lugar com:
Rotary, amigo, é servir,
e é servindo que ele faz
o mundo inteiro se unir
no grande abraço da paz!

Além deste troféu, Assis será agraciado com o diploma e troféu de Menção honrosa, pelas trovas:

Ah, Rotary, que lição
de estratégia a que nos dás:
- em vez de comprar canhão,
servir construindo a paz!

O amor e a paz social,
que o servir expressa e encerra:
- eis o supremo ideal
de Rotary em toda a terra!



OUTRAS SETAS:

Premiação: Do 1º ao 5º lugar, Categoria de Vencedores, FORAM CONCEDIDOS Troféus e Diplomas.. As Menções Honrosas e Especiais, em número de 10 (dez) cada, receberam Diplomas.

Todos os participantes do Concurso fozeram jus ao recebimento de exemplares do número da Revista Brasil Rotário , com as trovas premiadas.

domingo, 26 de abril de 2009

A Cigarra e Assuntos Afins







A Cigarra e Assuntos Afins

Fotos:

A mini biografia, depois,meu primogênito, o desenhista e contrabaixista Allez pessoa,quando o livro chegou- ele tinha sete anos- escreveu "Esta é minha mãe" e na página 368, "Esse é meu pai"(o poeta-trovador Messias da Rocha, meu antigo colega de redação,com quem fui casada.)

Minha Página a 31, na antologia Poesia de Juiz de Fora-a terceira trova é a que fala sobre cigarra...

capa 1 de A Cigarra.

Jurema Barreto e Zhô Bertolini

Jurema Barreto convida para seu blog-da ótima Revista A Cigarra (primeira capa acima):

----------------------------

"Título: Blog A Cigarra

A Revista A Cigarra surgiu em maio de 1982, editada por Jurema Barreto de Souza(*****) e Tê Sávio. Em 1994 faz parceria com Zhô Bertholini(****). Em 2007 comemorou 25 anos e 42 lançados números. A história será contada em nosso BLOG: WWW.revistacigarra.blogspot.com em doses homeopáticas, mostrando as edições esgotadas e as curiosidades desta longa caminhada poética."

----------------------------------------

Uma trova e um poema, onde abordo um de meus temas prediletos , com meu abraço ao ZHô e à amiga Jurema:


No verão, canta a cigarra,
hino à vida, sem razão,
pois a vida a que se agarra,
finda em meio da canção...

Clevane Pessoa, Juiz de Fora, 1964, publicada em Trovadores do Brasil, originalmente, por Aparício Fernandes(***) e na COLETÂNEA "POESIA EM JUIZ DE FORA(FUNALFA-1981-Pesquisa de Dormevilly Nóbrega*-capa acima))


DOS CICLOS de Clevane Pessoa

para Marici Bross(*)

Sim, Sim,sim,
cicicicicicicicicici
quais as cigarras repetiriam
prenunciando chuva.
Essa, tem aspecto ruim e bom,
na dualidade de Shiva.
Destruir para re/construir.
Concluir para re/começar...
Shivachuvashivachuvashivachuva...
shshshshshshshshshsshshs
lama de uva
aroma de pétala amassada
semente que incha/eclode
ventos polinizadores,
águas apodrecem troncos
que viram limo/humus...
A vida a brotar e rebentar
em flor depois...

Clevane Pessoa de Araújo Lopes

Fonte:http://clevanepessoa.multiply.com/journal/item/6

(**) Poeta e escultora, amiga que partiu
quais as cigarras,depois de muito cantar...

______________________________________

(*) Dormevilly Nóbrega:conceituado pesquisador e poeta de Juiz de Fora, a quem tive a honra de conhecer .Meu primeiro trof´peu-ptimeiro ligar em crônica, do programa Contraponto, tem seu nome.
E, 1959, conta o Vivi, fundaram a "Ordem do Torresmo"-"movimento artpirtico -literário que irmanou figuras da maior expressão no setor e que se reunia mensalmente".
Fiquei muito feliz quando, recém casada,já em Belo Horizonte, recebi em meu endereço a coletânea.

______________________________________

(***) O trovador Aparício Fernandes, amigo de Lu´piz Otpávio,nos primórdios da UBT, viajava pelos brasis a coletar trovas e dados dos trovadores.depois, datilografa e nos enviava, lendo nossas trovas em seu programa de rádio do Rio de Janeiro.Bons tempos...

______________________________________

(****)"Zhô Bertholini, poeta e artista gráfico, natural de Santo André, SP, 1953, iniciou nos anos 70 sua produção e participação nos movimentos de arte alternativa. Editou Sem ensaio, 1994, Artentativa (livro objeto, edições do autor, 1996), Poéticas urbanas (Alpharrabio Ediçôes,1996) Céu sem dono (edição do autor, 2006). É editor, juntamente com Jurema Barreto de Souza, da Revista a Cigarra, que em 2007 lançou sua edição comemorativa de 25 anos de existência e resistência poética cultural."

Fonte:SIMPOESIA-->br.geocities.com/simpoesia/index30zho.htm

_______________________________________

(****)Jurema Barreto--->Faz parte do Mural dos Escritores.Poeta e editora de A Cigarra.
Postado por clevane às 21:35 0 comentários Links para esta postagem
Marcadores: - A Cigarra

quinta-feira, 23 de abril de 2009

Trova de Graças(s)



Trova de Graças(s)

Uma Graça com três graças,
e agora, uma gracinha
minha Poetisa, tu traças
no feminino-e caminhas...


Clevane Pessoa, para a artista plástica e poetisa Graça Campos, de Belo Horizonte, que semeia o mundo com belezas-a começar das filhas Karina, Luciana e Viviane r agora, além das telas e poemas, nos mostra a linda Luizinha.

A linha dágua é obtida a partir de foto durante a sessão de entrevistas para
o livro-álbum POIETISAS, quando foi entrevistada por mim e LLobus, em 19/03/2008

Já meu poema , faz parte da mostra de poemas e desenhos para o Graal feminino Plural, que realizei na Galeria da Árvore, do Museu Nacional da Poesia, com curadoria de Regina Mello.
A Galeria da Árvore funciona dentro do parque Municipal Américo Renê Gianetti, em Belo Horizonte, Mg-Brasil.
para ele, Llobus fez banneres.

Clevane Poeta-trovadora.

terça-feira, 24 de fevereiro de 2009

Trovas Carnavalescas-J.G.de Araújo Jorge-A A.de Assis-Ademar Macedo e assuntos afins







Trovas de hoje,03/06/2009

No meu giro de lembranças,
as pequenas coisas tecem
doce teia de esperanças
-e as saudades se amortecem...

Clevane Pessoa

o velhinho, pede esmolas,
discutem apenas cotas...
há crianças sem escolas,
meu país dá cambalhotas...

Clevane Pessoa

Trovas de Ontem (Anos 60):

Mestes muros, tão pichados,
vejo os conflitos do povo
-e sinto que os desgraçados
querem ser homens...de novo!

Clevane Pessoa

Poetas amordaçados
jovens presos, nos porões!
mil sonhos estilhaçados
pelas pedras dos patrões...

Clevane Pessoa




Terça-feira, 24 de Fevereiro de 2009
Trovas Carnavalescas-J.G.de Araújo Jorge-A A.de Assis-Ademar Macedo e assuntos afins




Fotos:Ademar macedo(RN), J.G.de Araújo Lopes(Acre, in memoriam_, A.A.Assis (mora em Maringá) e eu (Clevane Pessoa, potiguar, radicada em Belo Horizonte), na Marina, em balneário de Camboriú, onde havia o varal de trovas.

A seleção de trovas e os versos de Francisco José Pessoa(CE), fazem parte da seleção costumeira e criteriosa do premiado Ademar Macedo, meu conterrâneo do RN.

Os trovadores selecionados estão entre os meus prediletos: amém da lavra sempre apreciada do próprio Ademar, Antonio Augusto de Assis-que já mereceu o Prêmio Lilinha Fernandes, a saudosa trovadora ,por soma de classificações em concursos durante todo um ano e que escreveu o prefácio de meu e-book "Trovas , Pequenas Notáveis".Conheci-o pessoalmente nos III Jogos Florais de Balneário de Camboriú.Ele é o autor da Missa em Trovas-que, por sinal, estava sendo rezada no Espórito Santo, no Congresso trovadoresco da Academia de Trovas de lá,organizado por Clério de Souza-pena a coincidência de datas.

Para os III Jogos Florais de Camboriú, Assis criou um Jogral tocante e belo.Ensaiamos uma única vez, no Cristo Luz, onde acontecia o encerramento dos Jogos Florias-e saiu perfeito.A esposa de Assis,a doce senhora Lucila, com uma voz encantadora e educada, cantou uma parte, Mafalda Novello Goes, puxou uma parte da Oração de S.Francsico, cantada, uma beleza.E acabei chorando, quando Assis trouxe os nomes dos trovadores que já estão em outra dimensão.

O que muitos trovadores não sabem, é que Assis faz Poesia Concreta de forma convincente e bela.Seu livro POÊMICA,que recebi ele,foi por mim comentado em meu blog "Clevane de Asas" e em outros sítios.

Muito querido,Assis tem uma filha que reside em Balneário de Camboriú,que de vez em quando ia levar o pai para os passeios que saíam do hotel-e dividia de bom grado os simpáticos genitores conoscoEle é uma das memórias vivas do trovadorismo, pois guarda muitos arquivos.

Quanto a J.G.de Araújo Lopes, correspondi-me com ele,publicava seus poemas, quando eu era mocinha e trabalhava na Gazeta Comercial de Juiz de Fora, MG-Brasil.Tenho os livros dele autografados e vou escanear uma das últimas cartas que trocamos antes de sua morte- e que encontrei ao abrir velhas caixas da minha infindável papelada.
Neste blog , há uma página com trovas de sua verve.J.G.não tinha o menor falso pudor em falar de sentimentos, dor-de-cotovelo, paixão.Sensual, era lidíssimo nos Anos 60/70, pela franqueza com abordava temas até então não ditos assim às claras (..."A borboleta fulva no teu ventre"...).

O nome completo desse poeta acreano, que residia no Rio-e depos enveredou pela política- era José Guilherme de Araújo Jorge.Nasceu na Vila de Tarauacá, no Estado do Acre, em 20 de maio de 1914.

Foi poeta desde muito novo e era radialista, muito preparado:estudara em Coimbra, Portugal, sempre demonstrando muito amor ao povo português.Com Maria Helena, Poeta Portuguesa, escreveu um livro"Concertoa Quatro Mãos)Qiando eu era presidente da seção da UBT em Juiz de Fora , fizemos um concursos de trovas sob o tema "Cego".Ela foi uma das ganhadoras.Os trovadores foram buscá-la no aeroporto do Rio e contam que ela desceu do avião, com fitinhas tremulando ao vento, onde estavam as cores de Portugal e do Brasil.
J.G também fez curso de Extensão Cultural na Universidade de Berlim,na Alemanha. Era escritor, locutor e também redator de programas de Radio, J.G lecionou História e Literatura.
Na juventude, foi líder estudantil,e depois candidatou-se a vários cargos públicos.
Em 1970,foi eleito deputado federal pelo então Estado da Guanabara. E reeleito por dois pleitos mais:1974 e 1978.

Por ser romântico, sensual, sensível e o dizer em versos, sofria muitas críticas, diziam que somente moças e senhoras o apreciavam, mas, na verdade, era lido mesmo às escondidas, até como fonte de inspiração, pois era prolífero em inagens inovadores e metáforas encantadoras. Os críticos o subestimavam mas nada impedia que os trinta e seis livros de sua autoria fossem muito vendidos.Um poeta mais velho , no NUME (Núcleo Mineiro de Escritores) dizia-me que comprava para as netas, para ele próprio poder ler-e rindo, dizia que J.G.de Araújo Jorge escrevi da forma que ele e outros poetas gostariam de escrever, mas não tinham coragem de publicar.Os livros de J.G.de Araújo Jorge, foram publicados em vários países.

Cognominado "Poeta do Povo e da Mocidade", pois além da marca romântica, lírica e passional de seus versos, escrevia sobre causas sócio-políticas . Era também um filósofo de seu tempo,com versos livros, modernos, muitos de cunho dramático.

Lido, e criticado - bem e mal- fez época.Seus poemas e sonetos eram relidos e decorados, escrevia trovas e foi um belo homem.

Passou para outra dimensão a 27 de Janeiro de 1987.Há 22 anos, portanto.

Ademar Macedo é um trovador singular, interessado na divulgação dos demais e que no jornal da Academia de Trovas do RN, divulga trovas premiadas em certames.Pela Internet,oferece-nos sua "Trova do Dia", ótima seleção, onde convida a escrever e seleciona , dentro, por exemplo de temas ou datas.
Sonetista, é irmão do Francisco Macedo, também da ATRN, criador de "TROVÁPOLIS", onde os trovadores têm ruas com seus nomes.Tenho lá a minha-e ele solicitou usar minhas trovas sobre Cristo, pois haviam chegado poucas.Para mim , uma satisfação ser moradora desse lugar feérico e realista a um só tempo.

Voltando a Ademar, quando o conheci, pela Internet, um dia recebi um e-mail de sua filha Daniela, avisando que o pai se internaria em S;Paulo, para lutar contra um Câncer.Pedia mentalizações, orações por sua cura.Imediatamente, mandei um pedido a todos os trovadores em rede, da escola TROPO e dos Trovadores Cibernautas.E para meu extenso mailing de poetas.
À época, Carmen Pio manteve com ele um intercâmbio via Internet -e era um lindo pipocar de trovas para lá e para cá.Nós escrevíamos, ela passava por celular, ao guerreiro trovador hospitalizado .Também lia nossas trovas e as dele no programa Hora da trova, de Porto Alegre.
A Internet tem dessas benesses.Ainda hospitalizado, ele logrou alcançar um primeiro lugar em certame trovadoresco- vou lhe pedir a trova para colocar aqui.Todos nós nos regozijávamos com essa batalha onde ele ia vencendo o CA.

De retorno a Natal, ele começou a nos enviar as Trovas,sua remessa de "Trova do Dia faz o maior sucessos.E logo após a cura, ganhou mais um presente fantástico:o Guilherme.E virou un trovavô.De vez em quando nos envia fotos do lindinho.



Para o varal, onde estamos Assis e eu (ele foi apenas estar rapidamente com os trovadores, pois trabalhava na revisão de um livro e já conhecia os teleféricos que tantos nos agradaram), na marina, em Balneário de Camboriú,onde estava o alegre festival de bandeirolas ,-o "varal de trovas", escrevo:

Ao vento, a serem lidas,
as trovas participantes,
lindas velas coloridas,
presas por fortes barbantes...

Clevane Pessoa

Os III Jogos Florais de Camboriú, foram organizados pela amiga e conhecida trovadora Gislaine Canales e sua formidável equipe,da qual fez parte Gledis Tissot e Eliandra.



É o frevo, é o maracatu,

é o samba, é o ziriguidum...

É o povo, bonito e nu,

festando sem medo algum!

(A. A. de Assis/PR)





<<< Uma Trova de Ademar: >>>

Carnaval, uma alforria

para quem tem depressão;

quatro dias de alegria

de frevo e de diversão.

(Ademar Macedo/RN)





...E Suas Trovas Ficaram:

Foi Carnaval, riso e cor,
– menos sonho que alegria...
E o que restou desse amor?
Nada mais que fantasia.

(J. G. de Araújo Jorge/AC)





<<< Estrofe do Dia: >>>



Neste carnaval, espero,

que brinque com sensatez,

e abraçar todos vocês

na quarta, é o que mais quero.



Eis meu pedido sincero

que faço e não volto atrás,

gosto de você demais;

se for dirigir, não beba,

de Deus a graça receba,

tenha um carnaval de paz.




(Francisco José Pessoa/CE)





<<< Soneto do Dia: >>>

PERDI MEU CARNAVAL.



– Amilton Maciel Monteiro/SP –



Pulei feliz nos carnavais de outrora,

Um tempo bom e muito diferente

De tudo o que se escuta e vê agora

No modo de brincar de tanta gente.



As graciosas marchas, feito a “Aurora”

E a “Jardineira”, mais que de repente

Sumiram da folia, foram embora,

Expulsas num barulho ensurdecente...



O romantismo todo que existia

No jogo de confete e serpentina,

Em busca do romance tão sonhado,



Suponho que entrou em agonia...

Agora é a adrenalina o que domina...

Pra que xodó?... Tá tudo liberado!
Postado por clevane às 10:38
Marcadores: Trovas Carnavalescas-J.G.de araújoJorge- Assis-Ademar Macedo

domingo, 15 de fevereiro de 2009

TROVA-GLOSA-Tradução


PANTUM A NUESTRAS ALMAS

TROVA-GLOSA-Tradução

Trova-tema



Ya somos almas que crecen,
en un largo caminar,
somos ríos que descienden
en busca del mismo mar.

José Lucas



En un largo caminar,
seguimos de manos dadas,
en busca del mismo mar,
¡es como en un cuento de hadas!

Seguimos de manos dadas,
soñando en un infinito,
es como en un sueño de hadas,
es un cuento muy bonito.

Soñando en un infinito,
hacemos de nuestras vidas,
es un cuento muy bonito,
¡con ternuras desmedidas!

Hacemos de nuestras vidas,
es lo que amores merecen,
con ternuras desmedidas...

¡ya somos almas que crecen!

Gislaine Canales

Traducido por Cristina Oliveira- USA



PANTUM ÀS NOSSAS ALMAS

Trova-tema:

Nós somos almas que crescem

nesse longo caminhar;

Somos dois rios que descem

em busca do mesmo mar.

José Lucas

Nesse longo caminhar,

nós seguimos de mãos dadas,

em busca do mesmo mar,

como num conto de fadas!



Nós seguimos de mãos dadas

sonhando com o infinito,

como num sonho de fadas,

um conto muito bonito.



Sonhando com o infinito,

fazemos de nossas vidas,

um conto muito bonito

com ternuras desmedidas!



Fazemos de nossas vidas

o que os amores merecem,

com ternuras desmedidas...

Nós somos almas que crescem!

Gislaine Canales

quinta-feira, 12 de fevereiro de 2009

Gislaine



Foto:
Gislaine Canales , nos III Jogos Florais de Balneário de Camboriú
(creditos:Eloá)


Gislaine:Maravilha!

Pelo seu merecimento
jamais fico surpreendida:
com destaques do momento,
pelo que faz toda a vida!

Parabéns, lindinha querida1

Clevane Pessoa


--- Em qui, 12/2/09, Gislaine escreveu:

De: Gislaine
Assunto: Meus amigos, preciso repartir essa felicidade com vocês! Mis amigos, necesito repartir esa felicidad con vosotros! Besos Gis
Para: "Meus Amigos"
Data: Quinta-feira, 12 de Fevereiro de 2009, 21:54





Meus amigos, preciso repartir essa felicidade com vocês!

Vou receber o Título de Sócia Benemérita da UBT Nacional e o Troféu Destaque 2008, da UBT de São Paulo. Estou super feliz! Besos Gis



Eu preciso repartir

a minha felicidade,

para poder prosseguir

cantando , assim, sem vaidade!



Felicidade demais

pode até ser perigoso...

Quase não agüento mais...

Meu coração é dengoso!



Ai, meu pobre coração!

Tu já estás muito velhinho...

Não pares, agora, não,

isso tudo é só carinho!



Ser Benemérita, amigo

é uma ventura sem par.

À UBT, então, eu digo:

Para sempre vou te amar!



Em São Paulo, ser Destaque

é uma glória em minha vida,

xeque mate, ou mesmo xaque

da nossa trova querida!



Besos Gis



¡Mis amigos, necesito repartir esa felicidad con vosotros!
Voy a recibir el Título de Socia Benemérita de la UBT Nacional y el Trofeo Destaque 2008, de la UBT de São Paulo. ¡Estoy súper feliz! Besos Gis


Yo preciso compartir,
esta gran felicidad
para poder proseguir
¡cantando sin vanidad!

Hay felicidad demás
y puede ser peligroso...
Ya casi no aguanta más
mi corazón achacoso.

¡Ay, mi pobre corazón!
tu ya estás muy viejecito
no pares tu sensación
¡todo es cariño bonito!

Ser Benemérita, amigo
es mi ventura sin par.
A UBT entonces, yo le digo:
¡Por siempre te voy amar!

En San Paulo, ser Destaque
es una gloria en mi vida,
jaque mate, o mismo jaque
¡de nuestra trova querida!


Gislaine Canales

sábado, 7 de fevereiro de 2009

Troco trovas com Ademar Macedo


Ademar;obrigada pelos versos encantadores desse Momento Poético...E aqui vai, no meu barco de papel virtual, umas trovas especialmente escritas para vc...
Clevane

N:Recebeu a anterior, sobre Gui e o vô?

A cada momento amaro,
Deus nos goteja Seu mel...
O negrume , vira claro,
cura e amor nos vêm do Céu...

Clevane Pessoa

Barco de papel virtual
navega entre cais distantes,
carrega nosso embornal
cheio de trovas cantantes...

Clevane Pessoa

Momento trovadoresco
acende nossa alegria,
traz o sério e o pitoresco,
lirismo e filosofia...

Clevane Pessoa

(Trovas para Ademar Macedo)








Em 05/10/07, Ademar Macedo escreveu:

<<< Trova do Dia: >>>
Não basta que estejas perto;
nunca estás perto demais.
Todas distâncias, por certo,
longe de ti, são iguais.
(Miguel Russowsky/SC)


<<< Uma Trova de Ademar: >>>
No céu, em noventa e quatro,
Deus encenou num painel
uma peça de teatro
pra receber "Jesiel".
(Ademar Macedo/RN)
< Palavra Tema : J e s i e l ( Teatrólogo do RN) >
<<< Enviada p/Concurso em Natal/RN-2004 >>>


<<< Sextilha do Dia: >>>
Se o beijo quente não queima,
e a paixão nada supera,
o amor floresce tranqüilo
no bom compasso da espera,
da terra brota poesia
nos campos da Primavera.
(Jair Maciel Figueiredo/RN)

quinta-feira, 5 de fevereiro de 2009

Troféo Gislaine Canales-Iº Juegos Florales del Caribe- República Dominicana 2009






Quando Gislaine Canales convidou-me a comparecer aos III Jogos Florais de Balneário de Camboriú, em SC,em 2008 aceitei grata, pois, de luto prolongado, precisava sair um pouco de Belo Horizonte, onde resido, mas, sobretudo, há anos afastada do mundo trovadoresco,embora na capital mineira, tenha sido muitíssimo bem recebida pelos trovadores locais-o fato de trabalhar na qualidade de psicóloga, em um hospital (o HJK), muito distante, não me permitindo chegar a tempo às reuniões, acabou por obrigar-me a ficar sem afiliar-me.
No entanto, jamais deixei de escrever trovas.
Adorei reencontrar o clima que cerca os trovadores e trovadoras, seus acompanhantes.
Surpreendeu-me a vitalidade de Gislaine Canales, a quem eu conhecia apenas pela Internet e onde os trovadores amigos costumam agraciar-me ao colocar trovas de minha autoria em seus sites ou jornais:Antonio Augusto de Assis(A.A.Assis), que por fim , conheci em Camboriú e à sua delicada esposa, D.Lucila, de bela voz que canta para nós as trovas, nas missas e corais,a própria Gislaine, José Ouverney, Carmen Pio, Ademar Macedo, etc.

Além destes,jornais de papel, em especial os de minha raíz, Natal/RN (Francisco
Tenho acompanhado o esforço de Gislaine para levar a trova além das frointeiras brasileiras.Ela é essencialmente Mestra-e tem espírito fraternal.Assim , com Nora Lanziere,argentina, acabou por ajudar a acontecerem os Jogos Florais argentinos.Conhehci Nora, uma pessoa encantadora, e outros trovadores latinos (aos poucos irei comentando sobre todos-pois os III Jogos Florais citos, para mim , deram "pano para manga", ou seja, muito material fotográfico e experencial).

E enbtão, Gislaine apresentou-me ao poeta-trovador Garibaldy Martinez segura.Os dois passavam um bom tempo, numa harmonia de fazer gosto:a veterana trovadora e o novel trovador.Parecem da mesma família.Ficam felizes juntos.E produtivos.
Publiquei neste blog uma foto belíssima dos dois abraçados, que flagrei.Soube então, dos Primeiros Jogos Florais do caribe,da República Dominicana - onde mora Garibaldy.Ele, aluno da Professora brasileira Cristiane Grando, faz movimentos tiupo pedir livros para a biblioteca Hilda Hirst que há lá, e divulguei seu pedido.
Estuda português, encanta as pessoas com simpatia.Foi premiado nos III JF de camboriú.E entreguei-lhe o certificado de amigo da paz, das Artes , da Poesia e da Vida,assim também a Gislainne Canales e vpários trovadores presentes.pena que não houve fotos, pois a fotógrafa oficial ainda não se encontrava no Cristo -Luz, onde aconteceu o almoço de despedida.
No dia seguinte,no hotel, surpreendi os dois trabalhando no computador colcoado á disposição.Eliandra-a Abbudete(*) -e eu, tentamos chamar atenção deles para uma foto.Não nos ouviram.Entã gaiatamente, sentamos perto de ambos e tiramos nossas fotos, uma da outra, com eles..Pela primeira vez, Garibaldy e e Gislaine , a dupla GG, vão ver esse momento fotos acima .Toda essa concentração era justamente estudarem as estratégias dos I Jogos Florais do Caribe.
Uma prova de que Poesia não tem fronteiras.
E dizemos "Poeta-Trovador", porque nem todo poeta é trovador, embora todo trovador tenha deser poeta, para conseguir criar a perfeição em quatro linhas de versos, rimados e metrificados.

Vejam e participem dos Jogos Florais do Caribe -sua histórica primeira vez ,que acontecerá em novembro, mas que , em março, começará a receber as trovas.

Clevane Pessoa de Araújo Lopes
Poeta-trovadora.
Poeta Honoris causa pelo Clube Brasileiro de Língua Portuguesa.
Diretora regiuonal do inBrasCi
Acadêmica da AFEMIL-Cadeira Cecília Meirelles.
Leiam abaixo:


“Iº Juegos Florales del Caribe, República Dominicana 2009"
TROFEO: “GISLAINE CANALES”

Homenaje especial al señor: “Ronaldo Dunlop” embajador de Brasil.

REGLAS:


1.-Para el Concurso TROVA es: Composición poética de cuatro versos heptasílabos, rimando el 1º con el 3º, y el 2º con el 4º, y teniendo sentido completo"

2.-Las Trovas deben ser inéditas y de autoría del Concursante.

3-El tema para los poetas de lengua portuguesa es: AMIZADE (S) Máximo de tres Trovas.

(El tema AMIZADE(S), para los poetas de lengua portuguesa, es por el sistema de sobres).

A los Trovadores de Lengua Portuguesa:
Quiero hacer un proyecto "Una trova al Merengue Dominicano" como un tributo al ritmo de mi tierra.
Una contribución que pido de vosotros para dejar un registro de mis amigos brasileños al Merengue.
Enviar junto con las 3 Trovas tema Amistad, una con el tema Merengue, que no participará del Concurso, será un homenaje a nuestro ritmo preferido y a

nuestra tierra…
Enviar para:
A/C de Gislaine Canales
Rua: 2.700-Número 71-Ap. 302-

Edifício Acácias-Bloco B-Centro

Balneário Camboriú/SC/Brasil

CEP: 88.330-374

El Tema para los poetas de lengua hispana es: MERENGUE(S).
(Para ese tema, los trovadores enviarán sus Trovas en idioma Español)

4.- Enviar por (e-mail) correo electrónico a: garibaldy7@hotmail.com

con cópia para: gislainecanales@uol.com.br

5 -- Máximo de 3 (tres) Trovas Líricas o Filosóficas por concursante.

6.-Serán consideradas las Trovas que lleguen hasta el 31 de mayo del 2009.

7.- Serán escogidas por las Comisiones Juzgadoras 10 trovas Vencedoras, 10 trovas Menciones Honoríficas y 10 trovas Menciones Especiales, y todas las

trovas destacadas que se consideren.

8-Las trovas premiadas serán editadas en Libro Impreso y en Libro Electrónico.

9- Las trovas Ganadoras, obtendrán Trofeos y Diplomas; Las Menciones Honorificas y especiales, obtendrán Diplomas.

10- La simple remesa de las Trovas significa el total conocimiento y aceptación del presente Reglamento por parte del concursante.

11- Las trovas remitidas en desacuerdo con cualquiera de los artículos del Reglamento serán retiradas automáticamente del concurso y la remesa de mayor

número de Trovas que lo establecido, implicará la descalificación del concursante.
12.- La Confraternidad será, los días 19 al 24 de Noviembre de 2009.
13- ¡DIVULGUE! ¡COLABORE! ¡PARTICIPE! ¡CONCURRA! ¡COMPAREZCA!





Claudio Garibaldy Martínez Segura
Representante de la UBT-en Santo Domingo-República Dominicana.


OTRAS INFORMACIONES SOBRE EL CONCURSO CON:
Claudio Garibaldy Martínez Segura.
Teléfono 809-264-5709 / 809-221-4662
Calle Oviedo #16, Villa Consuelo
Santo Domingo, República Dominicana.
e-mail: garibaldy7@hotmail.com



“Iº Jogos Florais do Caribe, República Dominicana 2009"
“TROFÉU GISLAINE CANALES”
REGRAS:
1.-Para o Concurso TROVA é: Composição poética de quatro versos setissílabos, rimando o 1º com o 3º, e o 2º com o 4º, e tendo sentido completo"
2.-As Trovas devem ser inéditas e de autoria do Participante.
3-O tema para os poetas de língua portuguesa é: AMIZADE (S)-Máximo de três Trovas.
(O tema AMIZADE(S), para os poetas de língua portuguesa, é pelo sistema de envelopes).
Aos Trovadores de Língua Portuguesa:
Quero fazer um projeto "Uma trova ao Merengue Dominicano" como um tributo ao ritmo da minha terra.
Uma contribuição que peço de vocês para deixar um registro de meus amigos brasileiros ao Merengue.
Enviar junto com as 3 Trovas tema Amizade(s), uma com ou tema Merengue, que não participará do Concurso, será uma homenagem ao nosso ritmo

preferido e à nossa terra…
A/C de Gislaine Canales
Rua: 2.700-Número 71-Ap. 302-

Edifício Acácias-Bloco B-Centro

Balneário Camboriú/SC/Brasil

CEP: 88.330-374
O Tema para os poetas de língua hispana é: MERENGUE(S).Máximo de três trovas.
(Para esse tema, os trovadores enviarão suas Trovas em idioma Espanhol)
4.- Enviar por e-mail a: garibaldy7@hotmail.com com cópia para gislainecanales@uol.com.br

5 -- Máximo de 3 (três) Trovas Líricas ou Filosóficas por participante.
6.-Serão consideradas as Trovas que cheguem até no dia 31 de maio de 2009.
7.- Serão escolhidas pelas Comissões Julgadoras 10 trovas Vencedoras, 10 trovas Menções Honrosas e 10 trovas Menções Especiais, e todas as trovas destacadas que se considerem.
8-As trovas premiadas serão editadas em Livro Impresso e em Livro Eletrônico.
9- As trovas Ganhadoras, obterão Troféus e Diplomas; As Menções honrosas e Especiais, obterão Diplomas.
10- A simples remessa das Trovas significa o total conhecimento e aceitação do presente Regulamento por parte do participante.
11- As trovas remetidas em desacordo com qualquer dos artigos do Regulamento serão retiradas automaticamente do concurso e a remessa de maior número de Trovas que o estabelecido, implicará a desqualificação do participante.
12.- A Confraternização será,nos dias 19 a 24 de novembro de 2009.
13- DIVULGUE! COLABORE! PARTICIPE! CONCORRA! COMPAREÇA!

Claudio Garibaldy Martínez Segura
Representante da UBT -em Santo Domingo - República Dominicana.


OUTRAS INFORMAÇÕES SOBRE O CONCURSO COM:
Claudio Garibaldy Martínez Segura.
Telefone 809-264-5709
Rua Oviedo #16, Vila Consuelo
Santo Domingo, a República Dominicana.
e-mail: garibaldy7@hotmail.com

lo Horizonte, onde resido, mas, sobretudo, há anos afastada do mindo trovadoresco,

terça-feira, 20 de janeiro de 2009

Ilusão




I*L*U*S*Ã*O

Clevane Pessoa de A.Lopes


1)TROVA

A ilusão é um caracol
que carrega um peso-casa
-anda lento sob o sol
e acredita que tem asa...

Faz parte do e-book:

http://www.teiadosamigos.com.br/Ebook/ilusao/22.htm

Rodada de Trovas -Escola Tropo-Amizade







CIRANDA DE TROVAS


Nilson Matos

Trovadores, trovadoras
Quero cantar a amizade
Como rimas bem sedutoras
Da cor da felicidade
***



Rui Pais(Portugal)

Por esse momento passei
Gozei dessa felicidade
Agora que já cresci
Sinto outra necessidade

***


Schyrlei Pinheiro:

Sinto outra necessidade
e bem além do teu amor
Aspiro à felicidade
Sentindo o teu calor
***


Canceição Di Castro

Se és humano sou flores
Em meu pólen tu virás
Dentre os homens trovadores
Levarás todo o meu amor


SoniaR
Sinto este teu calor
Que me aquece o coração
Acendemos nosso amor
Com o fogo da paixão
***


Angela Lara

Com o fogo da paixão
Preciso reunir-me a ti
Vivendo em comunhão
Amando um amor sem fim

***


António Zumaia
Amando um amor sem fim
Só numa nau do insano
Gritarei...vem até mim
Vem ver como sou humano

***

Daniel Cristal (Portugal)

Ai, quem me dera ó flor
Ser o pólen da tua vida
Teu jogral e trovador
És rosa, minha querida

***


Eliza

Sou rosa, tua querida
Levaremos dessa vida
Toda ventura do amor
És meu belo beija-flor

***


Ester K

E na ventura do amor
Esquecendo da razão
Desabrocho qual flor
Ofertando um coração

***


Nascimento


Ofertando o coração?
Ah! eu não sei não meu bem
Eu vou perguntar então:
Recebo o resto também?

***


Liane
Receber o resto também?
Não posso te responder
Somente saborear
O gosto dos beijos teus

***
Marisa Cajado
Se me dás o coração
Sei que já és todo meu
Pois sou tua religião
No amor que a alma te deu
***

Lara Cardoso
Este amor da alma vindo
Entregue em minhas mãos
É agora bem-vindo
Faz parte do meu coração
***

Arneyde Marchechi

Abra o álbum do seu coração
E saboreie os momentos
Especiais contidos nele
Os gostosos momentos do passado
***

Maria Petronilho (Portugal)

No passado andei caminhos
Constantemente à procura
De abraços, beijos, carinho
Sequiosa de ternura

***


José Augusto

Eu canto porque estou vivo
e porque recuso ser
agente contemplativo
do direito de viver
***

Clevane Pessoa
Tens razão, meu caro amigo:
"agente contemplativo"
é muito pouco, o perigo
é viver sem ser ativo...

***
Lêda Mello
E viver sem ser ativo,
Caminhando para o nada,
É viver sem estar vivo.
Triste vida estagnada.

***


Jacira

Triste vida estagnada
daquele que não produz
reclama mas não faz nada
o vento é quem lhe conduz
***


Rose Sadalla

Se o vento lhe conduz
E tem a vida estagnada
Não ama e nem reproduz
Tem uma vida esfacelada
***


Isaac Miguel

Os pedaços são resto
De caminhos não concluidos
Andar sem rumo perdido
Andar sem carinho e amor

***


Mercília Rodrigues

Sem amor e sem carinho
faz o muito padecer.
Estar a viver sozinho
é não ter nada pra valer!

***

(Rodada de trovas da antiga Escola TROPO, ao tempo do saudoso Prof.Nilson Mattos).

Fonte:http://www.vidatransparente.com.br/antol_ciranda_de_trovas.htm

Amizade


Trova:

Primavera o ano inteiro
você terá , onde houver
um amigo verdadeiro
para o que der e vier...

Clevane Pessoa

(minha trova é antiga, mas a verdade é permanente...)

Seleção de Gislaine Canales


Cuide bem do seu bebê:
forme-o forte, sábio, puro.
Ele é a porção de você
que vai viver no futuro!
A. A. de Assis – PR

Moro em São José dos Campos
Onde vivo e sou feliz.
No luzir dos pirilampos
vai um abraço pra Gis.
Adamo Pasquareli - SP

Com minha alma enternecida,
confesso com todo ardor:
Só tenho dois dons na vida...
ser poeta e Trovador!...
Ademar Macedo-RN

Tu sorriso exuberante,
qual canto de rouxinol.
Vieste a mim delirante,
bem como um raio de sol.
Alzira Dall’ Agnol – SC

Quer saber o que é amar?
Não fique buscando a esmo;
amar é como tirar
boas férias de si mesmo!
Amilton Maciel Monteiro – SP

Quis colher o sol e a lua,
Depô-los no teu regaço,
Quis cantar de rua em rua,
Os versos que já não faço.
Antonio Barroso - (Tiago) Portugal

Teu retrato está timbrado
dentro do meu coração.
E por mim sempre lembrado,
com muito amor e afeição!
Arlene Lima - PR

De amistad soy sembrador
con mis trovas por el mundo
ya que soy un trovador,
¡que siente un amor profundo!
Carlos Imaz - Francia

Al amor y a la amistad
la sonrisa abre la puerta
y, si hay sinceridad,
la mantendremos abierta.
Carlos Rodríguez Sánchez - Venezuela

A amizade é um bem de amor
que toca a nossa emoção,
guardaremos tal valor
no fundo do coração...
Cidinha Frigeri - PR

O amor oculto, floresce
qual rara flor, num penedo:
perfume que remanesce
das delícias de um segredo...
Clevane Pessoa-MG

Es carnaval de alegría
viste alegóricamente
baila de noche y de día
se oculta a través de gente.
Cristina Bonilla - México - USA

El odio, guerra y rencor
que destruyen las naciones,
se conviertan en amor
en todos los corazones.
Cristina Oliveira - USA

No meu inverno de amor,
nestes momentos tristonhos,
eu rezo e peço ao senhor:
-Não deixe morrer meus sonhos!
Delcy Canalles - RS

O alto-falante anunciava
a valsa de um querer-bem,
e o parque inteiro aguardava
ouvir seu nome, também.
Dorothy Jansson Moretti-SP

Eu agradeço os seus versos,
família do coração,
estes beijos vão dispersos,
levando minha emoção!
Eleandra Bonatto - RS

La piedad es un valor
que embellece nuestra vida.
Si la brindas con amor
regresará bendecida
Fabiana Piceda - Argentina

Em ternura plena e extrema,
nossos sonhos se cruzaram!
E a noite se fez poema...
e os versos também se amaram!...
Flavio Roberto Stefan i - RS

Dois Franciscos, há em mim,
cada qual mais Trovador;
um, é santo e querubim,
o outro, frágil pecador!
Francisco Macedo-RN

Na tempestade, um evento
de energia colossal...
Vi Deus cavalgando o vento
e Senhor do temporal!
F. Vasconcelos - PR

Sou Trovador, e, por isto,
minh ’alma jamais se entrega:
em minhas trovas conquisto
tudo o que a vida me nega!
Gerson César Souza - PR

O mar é o mais doce amante,
pois não cansa de beijar,
num lirismo alucinante,
toda a praia que encontrar.
Gislaine Canales - RS

Con sonrisas y con lagrimas
la vida teje en heridas
un dulce manto de rimas
que salvan las cosas idas.
Gladys Bravo - Chile

Se és veloz no pensamento,
No trânsito sê prudente.
Usa o cinto, fica atento...
Mostra que és inteligente!
Gledis Tissot - SC

Numa eterna teimosia
o relógio vence os Anos
marcando as horas do dia
e os dias de desenganos!...
Hermoclydes Siqueira Franco-RJ

Quien oculte su sonrisa
camina por un atajo
con dirección imprecisa,
pensativo y cabizbajo.
Hildebrando Rodríguez - Venezuela

Teus lábios num beijo assumem
o formato dos losangos,
e unidos aos meus resumem
a polpa de dois morangos!
Humberto Rodrigues Neto-SP

O poeta é um visionário,
mas quanta verdade encerra;
mesmo sendo um solitário
ele abrange toda a Terra...
Ialmar Pio - RS

O vento, só por maldade,
moveu todo meu destino:
formou dunas de saudade
com meus sonhos de menino!
Ivone Prado-MG

Yo compongo mis canciones
porque soy un trovador
Y le canto a las naciones
quiero paz también amor.
Jaime Correa – Chile

Quem já viveu graves crises
jamais esquece a da fome,
pois nunca encontrou raízes
naquela seca sem nome.
Jair Maciel de Figueiredo-RN

Primavera é a natureza
se revestindo de flores,
multiplicando... a beleza,
nos sonhos dos Trovadores.
Joamir Medeiros – RN

-Quando me entrego ao passado,
no meu devaneio infindo,
sonho, bom tempo, acordado,
pensando que estou dormindo.
Jose Lucas-RN

Solitário é luz sem brilho
é sombra sem a visão,
de um olhar que busca o filho
na mais densa escuridão!
Josias Alcântara-ES

Não me tem perigo o mar,
pois distante dele moro;
Há perigo em me afogar
nestas lágrimas que choro.
Lairton Trovão de Andrade - PR

Amigo é o que longe ou perto,
atende sem ser chamado,
com o coração aberto
e um sorriso iluminado.
Leonilda H. Justus - PR

O sol é lâmpada acesa,
por Deus pai, como magia...
para pintar a beleza
da vida... dia após dia
Mara Melinni Garcia-RN

Se o mar da vida, tristonho,
faz meu sonho naufragar,
iço as velas de outro sonho
e (outra vez) volto pro mar!
Marisa Vieira Olivaes - RS

João -de- Barro nos ensina
Com seu talento exemplar,
Que com barro e palha fina
Pode se fazer um lar.
Miguel Russowsky - PR

Yo tengo la fortaleza
la templanza y la razón
de seguir con gentileza
aunque sufra el corazón
Mirta Cordido – Argentina

Na Trova e no Trovador
é que se encontram, suponho,
criatura e Criador
unidos no mesmo sonho!
Nádia Huguenin - RJ

Construtor de propriedade,
João- de- Barro, arquiteto,
Sem cursar a faculdade,
Cria e monta o seu projeto.
Nei Garcez - PR

Amigo eu trago guardado,
sempre com muita afeição,
naquele lugar sagrado
que se chama coração.
Neiva Fernandes – RJ

Muitas vezes eu já disse,
que tenho muitos amores,
me alegrando na velhice:
Deus, família e Trovadores.
Neoly Vargas - RS

Sol de mis días felices
que iluminan mis sentidos
brillan siempre tus matices,
tu luz marca mis caminos.
Nora Lanzieri - Argentina

Cada tropeço me ensina
que a vida é eterno sonhar.
Na vida nada termina,
muda de forma e lugar!
Prof. Garcia-RN

A História da Humanidade
mostra , de modo bizarro,
poucos heróis de verdade
e muitos mitos de barro!
Rodolpho Abbud-RJ

Na trova, que é seu veleiro,
singrando temas diversos,
Trovador é marinheiro
que navega em quatro versos.
Thereza Costa Val-MG

Que o Trovador lá de cima,
nosso vate preferido,
mostre o bem, o amor, a rima
e o seu rastro a ser seguido!
Vânia Ennes - PR

Lenço branco desdobrado,
acenando com amor,
em adeus lacrimejado
como os orvalhos da flor!
Vidal Idony Stockler - PR
=============================
Fonte:
União Brasileira de Trovadores - Balneário Camboriú - SC. Revista Trovamar - Ano 4 - Nº 45 - Setembro - 2008. Disponível em Portal CEN - http://www.caestamosnos.org/rev_trovamar/Setembro_2008.html

Carmen Pio e Clevane Pessoa selecionam trovas sobre Santo Antonio


DIA DE SANTO ANTONIO

(Seleção de trovas de Carmen Pio & Clevane Pessoa)


Santo Antonio, o casamento
de muitas tias solteiras,
fica devendo, matreiro,
não é de fazer besteiras...

Clevane Pessoa de Araújo Lopes - Belo Horizonte/MG



Para achar coisas perdidas,
peças caras, coisa à toa,
pessoas que são queridas,
peça ao Santo de Lisboa...

Clevane Pessoa de Araújo Lopes - Belo Horizonte/MG



Santo Antonio de Lisboa,
nunca me largas na mão:
atendes qualquer pessoa,
que te entrega o coração...

Clevane Pessoa de Araújo Lopes - Belo Horizonte/MG



Socorro, meu Santo Antônio,
faz-me achar a minha agenda,
com o celular do Tônio,
antes que a uma outra ele atenda...

Clevane Pessoa de Araújo Lopes - Belo Horizonte/MG



De Santo Antonio se fala
que fora visto em Lisboa,
e noutro lugar, sua fala,
acalmava uma pessoa...

Clevane Pessoa de Araújo Lopes - Belo Horizonte/MG



Santo Antonio, o taumaturgo,
era visto em dois lugares,
- contou-nos um dramaturgo -
desdobrado, pelos ares...

Clevane Pessoa de Araújo Lopes - Belo Horizonte/MG



Vós não me deixais na mão,
meu Santo Antonio querido:
salvastes meu coração,
quando me destes marido...

Clevane Pessoa de Araújo Lopes - Belo Horizonte/MG



Santo Antonio, meu amigo,
os namorados estão
a te pedir um abrigo
pras coisas do coração.

Eire - Jacaraípe, Serra/ES



Eu preciso agradecer
ao querido Santo Antonio,
por tão feliz ainda ser
meu sagrado matrimônio!

Francisco Garcia - Caicó/RN



Neste frio do mês de junho,
tira-me do inverno o sonho!
Deste amor, és testemunho,
meu amável Santo Antônio!

Lairton Trovão de Andrade - Pinhalão/PR



Venturoso Santo Antônio,
ouvi a minha oração:
Abençoai o matrimônio...
Dai vitória à Seleção!

Lairton Trovão de Andrade - Pinhalão/PR