domingo, 13 de janeiro de 2008

Pequenas Notáveis, gênese


Meu avô Luiz Máximo ,era jornalista e Poeta.Paraibano, da família Araújo,fazendeiro que cultivavam fumo.
Cedo, eu ouvia suas trovas.Ele era repentista e se via, por exemplo, uma mulher interessante, logo dizia trovas, sextilhas, fazia cordeis.Ensinou-me a metrificar de forma lúdica, então aos sete anos, eu já con feria para ele, o ritmo dos versos trovadorescos.

Há quase três anos, escrevi em meu blog de divulgação cultural (http://www.clevanepessoa.net/blog.php),que veio acoplado a meu "Site do escritor", feito pela Maximage(Patrick Flaner, do recanto das Letras), várias crônicas sobre o mundo trovadoresco e intitulei cada uma, numerando-as, de "Trovas, pequenas Notáveis"."pequyena Notável" era um epíteto dado à artista e cantora Carmen Miranda, a portuguesa que radicada no Brasil, foi depois levar a música brasileira aos estados Unidos, vestida de baiana estilizada, com grandes turbantes, balangandãs e berloques -e, por ser pequenina, usava saltos altíssimos de plataforma.Assim , homenageia-a ao sugerir que as trovas, quadras poéticas, podem valer muito.

Sei que intelectuais costumam franzir a testa para o mundo trovadoresco-por ser de rimas cruzadas e caber em forma pequena, a trova é de fácil memorização e , desde Portugal, muito usada popularmente para registrar o status quo,as ironias, o folclore,o lirismo...Mas fazer uma boa trova, não é assim fácil qual parece, embora, é evidente, há trovadores natos que as fazem sem obstáculos.Há a questão da métrica (são septissílabas, mas um verso ter 07 sílabas poéticas signmifica que a contagem termina na últuma sílaba tônica, o que atrapalaha os desavisados:contam "todas as sílabas'.Assím , a palavra pérola, se estiver em último lugar do v erso, será contada até ao "pé" apenas:
a amizade é qual a pé...

a a/mi/za/de é/qual/a/ pé(...)

E essa trova seria uma pérola mesmo, porque rimar com a palavra, céus, que tarefa, creio que impossível...Mas deixo aqui uma das minhas, completa, que faz parte da antologia "Trovadores do Brasil", de Aparício Fernandes-sobre quem escreverei depois, como exemplo:

O amor oculto floresce
qual rara flor, num penedo...
Perfume que remanesce
das delícias de um segredo...



Escrevi-a na adolescência e inspirei-me, creio, na edelweiss, flor que floresece na montanhas nevadas e,segundo a saudosa Margarida Bauer, mãe de minha amiga Renate,quando fomos assistir ,em Juiz de Fora, no Cine Teatro Central,a "Sissi, ou "Sissi a Imperatriz", um rapaz apaixonado escalaria e correria perigo, para apanhar uma edelweiss e entregar à amada.No filme "A Noviça Rebelde", Julie Andrews solta a voz privilegiada para cantar a canção para essa flor rara.

Então, a contagem é essa;

O a/mor/o/cul/to/flo/res...(ce)

qual/ra/ra/flor/num/pe/ne...(do)

per/fur/me/que/re/ma/nes...(ce)

das/de/lí/cias/de um/segre...(do)

Devem ter notado que quando vogais se encontram , formam uma única sílaba.apenas em casos de hiatos, conta-se em sepado---->>vi-ú-va

Lourivaldo Perez Baçan, fez um e-book que reúne minhas crônicas e relembranças sobre a trova:

AS PEQUENAS NOTÁVEIS - Memórias de uma trovadora Poesias 879 KB 17/04/06

Vc pode ler em

http://recantodasletras.uol.com.br/escrivaninha/ebooks/index.php

E também em Sokarinhos,E-books.

Down load gratuito.

Nos anos 60,a convite pessoal de Luiz Otávio, que foi à minha casa fazer o convite e pedir autorização a meus pais (velhos tempos!Eu já militava na imprensa de Juiz de Fora, MG),presidi a UBT/JF, que funcionava na sede do NUME(Núcleo Mineiro de Escritores).

A rosa vermelha é o símbolo dos trovadores.São Francisco de assis, seu protetor.O "Príncipe dos Trovadores Brasileiros", Luiz Otávio.

Ficha do e-book:

Título:
AS PEQUENAS NOTÁVEIS - Memórias de uma trovadora

Autor: clevane pessoa de araújo lopes
Formato: exe
Tamanho: 879 KB
Ano: 2006
Sinopse: "Clevane Pessoa fala de tudo isso e muito mais neste precioso e-book, em que chama a trova de 'pequena notável'..." (A. A. de Assis)

A.A.de Assis, premiadíssimo trovador,(reside em Maringá, PR) deu-me a honra de prefaciar "Trovas, Pequenas Notáveis".

No ano passado, abri o Jornal "Hoje em Dia, da capital mineira, que assino e li que uma palestrante ia falar sobre "Poesias Concretas, as pequenas notáveis".Na internet, tudo que se semai, dá frutos, embora nem sempre os poemas concretos sejam curtos!Sei, nada há de novo debaixo do sol eu própria fiz uma analogia,com Carmen Miranda, mas o viés foi de Música e Dança para trova.Também pode ser que a palaestrista apenas estivesse antenada com o Cosmos.Ou ,após ler alguma menção na Internet, a meu livro virtual, ele tem dido arquivado no inconsciente e tenha "saltado" quando precisou de um título.

Enfim...

video

Abaixo, estou com Fernando Fabrini, a entrevistar o ator e diretor teatral sobre o Teatro em Taquaraçu, pela Rede Catitu, no "Núcleo Clevane Pessoa entre Pessoas", que foi gravado noa Lagoa do Nado, em Belo Horizonte (um pulmão verde onde funciona um Centro Cultural,dos vários que a prefeitura espalha pela capital mineira).Pode-se ver, às nossas costas, ,malabaristas em apresentação.

Nenhum comentário: